Quer gastar 125 vezes menos com manutenção do seu patrimônio?

27.03.2018

“Eu posso até ser louco, mas não rasgo dinheiro”. E se eu disser que sim, você pode estar rasgando dinheiro quando o assunto é manutenção das suas estruturas?

 

Você sabia que poderia gastar 5 vezes menos se optasse por fazer uma obra de manutenção preventiva na sua casa ao invés de uma corretiva? Como? Substituindo uma impermeabilização antes do término de sua vida útil, no lugar de esperar que ela já não funcione e promova infiltrações, por exemplo.

 

E mais, poderia gastar 25 vezes menos se, no lugar da manutenção corretiva você incluísse ou fizesse upgrade em algum sistema de proteção durante a construção da sua casa, mesmo que não previsto em projeto.

 

E, pior (ou melhor, depende do ponto de vista), gastaria 125 vezes menos, comparando com o custo da manutenção corretiva, se na fase de projeto da sua casa você incluísse a durabilidade como uma condição essencial.

 

“Dinheiro não nasce em árvore”, já diziam nossos pais!

 

A diferença do custo das manutenções é tamanha que na década de 80 foi realizado um estudo por W. R. Sitter, publicado no Comité Euro-International du Béton, que analisava o impacto econômico da tomada de decisão em prol da durabilidade em estruturas de concreto ao longo do tempo.

 

Esse estudo ficou conhecido como “Lei de Sitter”, “Lei de Evolução de Custos” ou “Lei dos 5”. Esse último nome faz referencia a progressão geométrica do gráfico. Olha ele aqui:

 

 

Ele indica, de forma simples, que quanto mais o tempo passa, mais cara fica a intervenção para recuperar seu patrimônio. Sem contar a dor de cabeça que é uma manutenção corretiva... você morando, a equipe de obras fazendo poeira, barulho etc.

 

Então, tá fácil! O segredo é agir pela preservação o quanto antes! Não é a mesma coisa com nossa saúde, com nosso carro? Com nossa casa o princípio é o mesmo.

 

Quer gastar até 125 vezes menos com a manutenção de seu patrimônio? “Simmm”!

 

Então, vamos lá, comece no projeto! Converse com o engenheiro ou arquiteto e fale sobre ter a durabilidade como questão primordial.

 

Se está em fase de construção: cheque com o engenheiro quais sistemas foram considerados visando a durabilidade das estruturas e instalações.

 

A edificação já está pronta, em uso? Então bora fazer uma inspeção em suas estruturas, identificar problema ou potencial problema, planejar as ações de manutenção, dando preferência às preventivas.

 

Conte com um profissional especializado para te auxiliar com o que deve ser feito e mão à obra! :-j

 

Share on Facebook
Please reload

Categorias
Please reload

Tags
Faça o download do post

Último post disponível para download.

Solicite os anteriores através do e-mail contato@planuseng.com.br

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now