Fui no Itororó... Achei água, ecletismo, originalidade e criatividade.

Se você foi criança, então é certo que você ouviu “Fui no Itororó (ou Tororó) beber água e não achei! Achei bela morena que no Itororó deixei”. O Itororó da cantiga, que em tupi significa “água barulhenta” ou “jorro d’água”, existe, mas não se sabe exatamente onde. Há ribeirões com este nome em diversos municípios brasileiros, entre eles São Paulo. O Ribeirão do Itororó de São Paulo nasce na região do Bixiga e deságua no Ribeirão do Anhangabaú. Deu nome a uma vila, construída entre 1915 e 1929 pelo tecelão português Francisco de Castro, formada por um palacete e outras 37 casas, voltadas para o pátio central, onde acontecia a vida coletiva. Na concepção e construção da vila, seu idealizador

Siga
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • e-mail
Destaques
Tags
Na mídia
Arquivos do Blog
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now